Como se pode brincar

ao Brincar de Rua?

É muito simples!

Ora bem, cá vai:

GRUPOS COMUNITÁRIOS DO BRINCAR

Aqui damos oportunidade às crianças de conhecer a natureza. De descobrir que há diferentes espécies de caracóis, que as borboletas são nossas amigas e o seu tempo de vida é curto, mas feliz.

Que com um giz se desenham percursos e inventam brincadeiras de rua ao sabor da imaginação de cada criança. Que uma corda pode virar um baloiço preso a uma árvore, que paus podem construir casas de joaninhas ou esconderijos secretos. Que cartões podem transformar-se em robots, telemóveis ou foguetões. Que madeiras podem dar asas a casas com piscina, bonecas, bancas de cozinha… que, de repente, qualquer coisa pode ser tudo, se deixarmos que surja a partir da imaginação e criatividade da criança, sem imposições do adulto.

Os Grupos Comunitários são um espaço para a criança ser criança, sem imposições do adulto.

Ok, já percebeu a importância que o Brincar de Rua tem na vida de uma criança. Mas afinal, como é que isto funciona? Então cá vai.

Nos Grupos Comunitários do Brincar (GCB) reúnem crianças em grupos de no máximo de 15 crianças, com idades entre os 5 e os 12 anos, que vivem na mesma zona ou frequentam a escola dessa zona.

O grupo é monitorizado sempre por, pelo menos, 2 Guardiões do Brincar (os Guardiões são os nossos voluntários) que garantem a segurança do grupo e gerem todo o processo, enquanto as crianças brincam… ao seu ritmo e imaginação. Este grupo, a que chamamos Grupo Comunitário do brincar, reúne sempre no mesmo dia, no mesmo horário e no mesmo local (Zona do Brincar), definido por todos os guardiões do grupo. Estamos a um passo de começar a brincar!

Basta seguires as instruções a baixo e…já está!

  1. Inscreve-te.
  2. Passa pela entrevista.
  3. Faz a magia do brincar!

Saber mais

  1. Inscreve Brincadores.
  2. Conhece os Guardiões.
  3. Leva os Brincadores aos seus GCB.

Saber mais

  1. Brincam livremente sem tecnologia. Correm, saltam, constroem e muito mais…
  2. Reunem 1 vez por semana, durante pelo menos 2 horas, supervisionados pelos Guardiões.

Saber mais

TU PODES CRIAR OU UNIR-TE A UM GCB

É simples! Podes unir-te a um Grupo Comunitário que já exista, começar um numa das zonas que a equipa do Brincar avaliou e que acredita que têm potencial ou simplesmente sugerires um local.

GCB e Zonas

COMO É QUE GARANTIMOS A SEGURANÇA?

Os nossos Guardiões do Brincar – voluntários que estão com os Brincadores – passam por um processo de recrutamento, contemplado no nosso plano de gestão de voluntariado. Depois da inscrição, é pedido ao voluntário o currículo e agendamos uma entrevista, para perceber se os seus interesses e motivações estão alinhados com o projeto e os seus ideais. No fundo, queremos perceber se partilham da mesma vontade que nós de mudar o mundo através do brincar.

Depois de decidirmos que queríamos ficar juntos, o voluntário está a um pequeno passo de se tornar Guardião do Brincar. Precisamos apenas que nos entregue o seu registo criminal para verificarmos a sua idoneidade para estar com crianças.

Este é o momento em que, depois de recrutarmos os nossos Guardiões do Brincar, precisamos de lhes passar conteúdos essenciais para pôr em prática no seu Grupo Comunitário do Brincar. Aqui abordamos a filosofia do Brincar de Rua, os procedimentos dos grupos e o papel do Guardião. Falamos de todas as questões de segurança relativamente às sessões para que os nossos Guardiões estejam e se sintam o melhor preparados possível.

A zona do Brincar, onde um grupo de Brincadores e Guardiões se reúne para brincar, é atentamente avaliado e validado pela equipa do Brincar de Rua, em parceria com os Municípios. Esta é a zona onde brincamos de forma livre e ao sabor da imaginação, mas sempre em segurança. Por esse motivo, antes de começarmos a brincar verificamos se essa é uma zona com muito ou pouco trânsito, se existe visibilidade que permita, de qualquer ponto, avistar todo o espaço, se o local tem mais de 1 entrada/saída possível, se existe uma esquadra de segurança perto e tantas outras questões que garantem a segurança de cada potencial zona do Brincar.

Queremos que a única preocupação dos nossos Brincadores e Guardiões do Brincar seja apenas desfrutar de horas de brincadeira. Para estarem em segurança, cada grupo só pode acontecer, no mínimo, com dois Guardiões do Brincar (sendo recomendado três a quatro por grupo). Mas para que as sessões dos Grupos Comunitários do Brincar aconteçam sem preocupações, existem ainda algumas regras que é importante cumprir, como, por exemplo, não ultrapassar os limites da zona do brincar ou respeitar o apito dos Guardiões do Brincar. O apito é essencial para que, quando algo não está bem, todos os Brincadores se juntem ao Guardião do Brincar e resolvam o problema. Em todas as sessões do GCB existe o controlo de assiduidade para que se saiba realmente quem está no grupo. Para além destas medidas, cada criança está identificada com um colete refletor e abrangida por um seguro de acidentes pessoais.

O Brincar de Rua procura emponderar as comunidades locais para que possam ser elas próprias agentes de mudança, trazer as crianças para a rua e estabelecer relações de confiança entre a comunidade. A comunidade que participa nas sessões dos Grupos Comunitários do Brincar é reconhecida e validada por essa mesma comunidade, garantido que se trata de uma pessoa de confiança e idónea para estar com os Brincadores (crianças). Para além disso, existem 2 elementos do Município referenciados, de forma mais ou menos permanente, para acompanhar os grupos.

A parceria com a PSP é uma das medidas de segurança mais importantes do projeto de que não abdicamos. Por isso, os grupos comunitários do brincar são constantemente acompanhados e supervisionados por agentes da PSP local, garantindo que os brincadores estão em segurança.

Os Grupos Comunitários do Brincar (GCB) apenas podem acontecer com um mínimo de 2 Guardiões do Brincar.

Ainda com dúvidas?

Se ainda tens alguma dúvida, consulta as nossas perguntas frequentes ou contacta-nos.

INSCREVE-TE COMO

Ver mais sobre ser Guardião e/ou ser Brincador.
Guardião Brincador

Queres saber mais sobre o Brincar sem compromisso?

playDAY

Este é um dia para BRINCAR, fora das sessões normais de brincadeira dos Grupos Comunitários do Brincar. Um dia extra de divertimento sem imposições dos adultos. Sem pressas. Ao sabor da tua imaginação e vontade. Podem brincar sozinhos ou em grupo; podem correr, saltar, construir ou simplesmente desenhar com o giz no chão; podem trazer os seus brinquedos de casa ou brincar com objetos que existam na área ou mesmo ao faz-de-conta.

playTALK

Unidos de tudo o que aprendemos, e rodeados de gente especializada, criamos eventos onde abordamos vários aspetos sobre as crianças e as suas brincadeiras.

playLAB

O playLAB é o sítio onde se guardam as ideias. Em modo tutorial ou workshop, a escolha é tua! Nós damos as ferramentas, depois disso, o céu é o limite!

Eventos novos quase a chegar!

Em breve